Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Derrame pleural exsudativo como complicação de massa no mediastino, em paciente indígena: teratoma?

Fundamentação/Introdução

Introdução: Os compartimentos do mediastino abrigam mais comumente timoma, teratoma, linfoma e tumores da tireoide na porção anterior, linfadenopatias no mediastino médio e tumores neurogênicos na porção posterior. Os tumores mediastinais quando sintomáticos ocorrem devido a compressão de estruturas adjacentes ou sintomas sistêmicos da doença de base, como febre.

Objetivos

Objetivo: Relatar o caso de um paciente indígena com derrame pleural exsudativo, decorrente do rompimento de teratoma mediastinal.

Delineamento/Métodos

Estudo de relato de caso.

Resultados

Relato de Caso: J.A.F.H., 39 anos, sexo masculino, indígena, proveniente da Venezuela, deu entrada em maio de 2017 em um hospital público de Roraima, com queixa de dispneia, tosse seca e febre com uma semana de evolução, que o mesmo relacionava o início a um trauma torácico ocorrido em jogo de futebol. Como parte da propedêutica, a tomografia de tórax evidenciou derrame pleural e formação expansiva paramediastinal direita, de contornos lobulados, paredes espessadas, com conteúdo fluido, áreas de densidade semelhante à gordura e calcificações de permeio, medindo 9,6 x 9,4 x 8,0 cm, sugestiva de teratoma. A toracocentese diagnóstica obteve líquido de aspecto leitoso com os seguintes achados relevantes: desidrogenase lática 1240 U/L, proteínas 10,5 mg/dL, gram e baciloscopia negativos, configurando exsudato. Trazia consigo exames de imagem datados desde o ano de 2012 que demonstraram progressão gradual da massa mediastinal. Foi realizado drenagem em selo d’água, análise citopatológica do líquido e biópsia pleural. Os resultados foram: citopatologia com abundante população de células escamosas maduras e infiltrado predominantemente neutrofílico, com ausência de critérios de malignidade, dessa forma, podendo corresponder a extravasamento para pleura, de conteúdo cístico de teratoma maduro ou extensão de doença com componente ectodérmico exclusivo. Paciente encontra-se em bom estado clínico, com diagnóstico provável de teratoma mediastinal, aguardando resultado de biópsia de pleura ambulatorialmente, para posterior abordagem cirúrgica da massa.

Conclusões/Considerações finais

Conclusão: Os teratomas são, portanto, tumores de origem germinativa, predominantemente benignos, que contém células dos três folhetos embrionários, dessa forma podendo dar origem a diferentes tipos de tecido. A apresentação de teratoma em mediastino é pouco frequente, contudo de importância clínica devido às estruturas nobres adjacentes, além do risco, ainda que baixo, de malignidade.

Palavras Chaves

Teratoma; Mediastino; Derrame Pleural;

Área

Clínica Médica

Instituições

Hospital Geral de Roraima - Roraima - Brasil

Autores

Raquel Silva Brito da Luz, Jucineide Vieira Araújo, Roberto Carlos Cruz Carbonell, Tao Machado, Alessandra Braga Cruz Guedes de Morais

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM
SENIOR VILLAGE

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017