Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Coagulação Intravascular Disseminada decorrente de Vasculite Secundária à Síndrome do Anticorpo Antifosfolipídio induzida por Amigdalite

Fundamentação/Introdução

A Coagulação Intravascular Disseminada (CIVD) é uma síndrome adquirida, por consumo de fatores da coagulação, tendo as vasculites como uma das causas, precipitada por fatores agravantes como infecções, com prognóstico desfavorável na maioria dos casos.

Objetivos

Relatar caso característico de CIVD por vasculite induzida por amigdalite, em uma paciente com Síndrome do Anticorpo Antifosfolipídeo (SAF), com ênfase na evolução clínica e terapêutica.

Delineamento/Métodos

Paciente feminino, 52 anos, diabética e hipertensa, procura pronto-atendimento com queixa de astenia e lesões orais. Relata amigdalite 7 dias antes da internação, apresentando na época febre e odinofagia, tratada com amoxicilina de forma inadequada. Internada por astenia intensa e palidez importante. Em anamnese dirigida, refere história prévia de abortos. Ao exame, hipocorada (4+/4+), emagrecida, lesões ulcerativas em palato duro e orofaringe, adenomegalia dolorosa em cadeia cervical anterior esquerda, ausência de hepatoesplenomegalia, apresentando úlceras digitais e hematomas em membros superiores e inferiores. Exames laboratoriais iniciais demonstraram anemia, Hemoglobina (Hb): 8, leucopenia (1450/mm3) e plaquetopenia importante (10.000/mm3). TAP 14,5 seg (100%), TTPA 57,3 seg. Os exames dois dias após internação atestam piora do quadro, tais como Hb: 3,3 g/dL; Ht: 10,4%; Leucócitos: 950/mm3; Segmentados: 209/mm3; Linfócitos: 580/mm3; Plaquetas: 10.000/mm3, presença de anisocitose 2+ e poiloquilocitose (esquisocitos +), TAP 22,4 seg (50%), INR 2,07, TTPA 50 seg., creatinina 1,7. Durante internação recebeu, ao todo, transfusão de 10 concentrados de plaquetas, 4 de hemácias e 3 de plasma.

Resultados

Iniciado tratamento com Ceftazidima, Vancomicina, Hidrocortisona. Solicitado exames complementares, como Doppler arterial e venoso dos membros superiores e inferiores com ausência de trombose. Aventada hipótese de vasculite secundária à SAF, desencadeada pela amigdalite. Resultados de anticorpos: beta2microglobulina 3830 ng/ml e posteriormente 4122 ng/dL. FAN, Anca, Anti DNA dupla hélice e AntiSm não reagentes. Após início do tratamento, apresenta melhora clínica e laboratorial, com regressão total de sinais e sintomas após o término do mesmo, recebendo alta hospitalar.

Conclusões/Considerações finais

Através de história clínica, exame físico e exames complementares, excluídos diagnósticos diferenciais e principalmente com a evolução ao tratamento clínico, comprova-se o quadro de CIVD decorrente de vasculite secundária à SAF, induzida por amigdalite.

Palavras Chaves

Amigdalite; Coagulação Intravascular Disseminada; Vasculite; Síndrome do Anticorpo Antifosfolipídio;

Área

Clínica Médica

Instituições

Centro Universitário Norte Brasil -ITPAC - Tocantins - Brasil

Autores

João Victor Pereira Gomes, Débora Coelho Duarte, Gilfranklin Silva Queiroz Fontes, Antônio Alberto Ferrari Mendonça Neto, Sâmya di Paula Alves Ferreira Sampaio

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM
SENIOR VILLAGE

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017