Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

CIRURGIA DE CORREÇÃO DE FRATURA DE FÊMUR EM UMA PACIENTE IDOSA CENTENÁRIA E TESTEMUNHA DE JEOVÁ: RELATO DE CASO

Fundamentação/Introdução

Face as novas discussões éticas e moralmente conflituosas em saúde, uma tem se mostrando como um desafio persistente a atuação médica: a não realização de transfusões sanguíneas em testemunhas de Jeová. É sob esse cenário acalorado, que o imperativo médico de salvar vidas tem vivenciado um dos seus principais tormentos.

Objetivos

Relatar um caso de cirurgia de correção de fratura de fêmur em paciente centenária e testemunha de Jeová.

Delineamento/Métodos

Estudo descritivo tipo relato de caso.

Resultados

G.C.S., sexo feminino, 100 anos, testemunha de Jeová. Paciente admitida na urgência ortopédica com queixa de dor em quadril direito após sofrer queda da própria altura. Ao exame apresentou dor, encurtamento e rotação externa em Membro Inferior Direito (MID). Foi solicitado RX dos membros inferiores, o qual evidenciou fratura de fêmur proximal direito. Sendo, portanto, solicitados exames pré-operatórios, internação hospitalar e profilaxia para Trombose Venosa Profunda. Nos primeiros dias de internação hospitalar (DIH), encontrava-se hemodinamicamente estável e os exames indicavam Hemoglobina (Hb) de 10,10; leucócitos de 10.600 e plaquetas de 162.000. Em virtude dos resultados, foi prescrito Ferro Endovenoso (EV), Eritropoietina Humana Recombinante e ácido fólico. No 5º DIH apresentou Hb de 9,70, leucócitos de 11.400 e plaquetas de 260.000. Procedeu a realização de osteossíntese para correção de fratura de fêmur direito com colocação de haste intramedular, com auxílio da técnica de Cell Saver, que seria um processamento sanguíneo com transmissão autologa. No 1º dia pós-operatório (DPO) apresentou Hb de 7,90, leucócitos de 10.400 e plaquetas de 273.000. No exame realizado para alta hospitalar, foi demonstrado Hb de 7,30, leucócitos de 8.200 e plaquetas de 250.000. Foi solicitado Home Care para supervisão médica, evoluindo dezoito dias após a alta com os parâmetros: Hb de 12,8, leucócitos de 6940 e Plaquetas de 310.000.

Conclusões/Considerações finais

É sob o cenário da desconstrução da relação paternal entre médico e paciente que vem se lançando um olhar mais dirigido a atitude dos profissionais e autonomia pessoal, abrindo assim espaço para novas possibilidades de tratamentos. É nesse contexto que muito se tem debatido sobre a ética na condução de enfermos que recusam terapias padrão. Portanto, o avanço técnico sobre terapias alternativas, que não ferem a consciência religiosa, pode trazer novas concepções sobre o cuidado médico e importantes benefícios terapêuticos.

Palavras Chaves

Fratura de fêmur; cirurgia no idoso; testemunha de Jeová.

Área

Clínica Médica

Autores

Mara Juliane Silva Jovino, Isa Maryana Araújo Bezerra de Macedo, Matheus José Barbosa Moreira, Adriano Melo Correia, Juliano Silveira Araújo

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM
SENIOR VILLAGE

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017