Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

CRIPTOCOCOSE PULMONAR EM PACIENTE IMUNOCOMPETENTE

Fundamentação/Introdução

A criptococose é uma infecção fúngica, vista como doença oportunista em pacientes imunodeprimidos, em particular na síndrome da imunodeficiência adquirida. O pulmão é o sítio mais comum de acometimento, podendo se apresentar de forma assintomática até uma pneumonia grave. Nos indivíduos imunocompetentes, a criptococose pulmonar é rara e o conhecimento sobre a evolução natural e o tratamento ainda são limitados.

Objetivos

Relatar o caso de um paciente com diagnóstico de criptococose pulmonar em paciente imunocompetente.

Delineamento/Métodos

Paciente, sexo feminino, 37 anos, admitida em hospital terciário de Sobral com quadro de tosse produtiva com expectoração purulenta de grande monta associada a hemoptoicos e dispneia aos mínimos esforços. Não tabagista e sem exposição relevante. Ao exame respiratório apresentava percussão submaciça com frêmito tóraco vocal aumentado e murmúrio vesicular diminuído em hemitórax esquerdo, associado a roncos difusos bilaterais. Radiografia de tórax com consolidação heterogênea à esquerda e tomografia com extensa opacidade consolidativa heterogênea acometendo todo o lobo inferior esquerdo e segmentos lingulares do lobo superior ipsilateral, com broncograma aéreo associados a múltiplas opacidades nodulares de tamanhos variados, difusamente distribuídas em ambos os pulmões. Foi submetida a fibrobroncoscopia, sem alterações endobrônquicas com culturas do lavado broncoalveolar positivas. Indicado biópsia pulmonar que demonstrou presença de elementos fúngicos redondos e ovoides apresentando brotamento compatível com criptococose pulmonar. A sorologia para o HIV revelou-se negativa, sem outras causas de imunossupressão. A paciente iniciou tratamento com Anfotericina B desoxicolato, evoluindo com piora do quadro respiratório. Encaminhada para Unidade de Terapia Intensiva onde foi a óbito.

Resultados

Relato de Caso

Conclusões/Considerações finais

A criptococose pulmonar é uma infecção fúngica, tendo como agentes causadores o Cryptococcus neoformans e o Cryptococcus gatti, com predomínio do segundo em imunocompetentes. Clinicamente, a doença pode se manifestar desde colonização pulmonar assintomática até comprometimento de meninges e doença disseminada. O tratamento das formas pulmonares mais graves e da doença disseminada requer maior dose de anfotericina B e tratamento mais prolongado. A criptococose deve ser incluída como possível causa de pneumonia de resolução lenta a fim de evitar a demora no diagnóstico e consequentemente reduzindo a chance de desfecho fatal.

Palavras Chaves

Criptococose; Imunidade; Diagnóstico.

Área

Clínica Médica

Instituições

Faculdade de Medicina do Centro Universitário UNINTA - Ceara - Brasil, Hospital Regional Norte - Ceara - Brasil

Autores

Raissa Reginaldo Pinheiro, Lara Martins Rodrigues, Benedita Tatiane Gomes Liberato, Bruna Theresa de Sousa Freire, Francisco Olon Leite Junior

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM
SENIOR VILLAGE

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017