Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Doença de Still como causa de febre de origem indeterminada: relato de caso de uma doença rara

Fundamentação/Introdução

A doença de Still do adulto é uma doença inflamatória sistêmica, de etiologia desconhecida e apresentação clínica variada, cujo diagnóstico é de exclusão. Devido a raridade da doença, os relatos de caso são importantes fontes de conhecimento sobre o tema.

Objetivos

Relatar um caso de febre de origem indeterminada, diagnosticada como doença de Still, ressaltando os desafios diagnósticos e o manejo de intercorrências durante a internação hospitalar.

Delineamento/Métodos

PCPP, 22 anos, mulher, oriunda de Vespasiano, do lar, foi admitida na enfermaria de Clínica Médica para investigação diagnóstica de quadro consumptivo. Queixava perda ponderal importante no último ano(45 kg), associada a febre vespertina, mialgia, artralgias, hiporexia e presença nódulos em todo corpo. Relatava internações recorrentes durante esse período devido a fraqueza generalizada.
Ao exame físico, paciente emagrecida, com linfadenomegalia generalizada, esplenomegalia e hepatomegalia. Foi realizada extensa propedêutica com exames laboratoriais, de imagem e biópsias.

Resultados

Suspeitou-se inicialmente de doença linfoproliferativa, sendo iniciado profilaxia para lise tumoral e tratamento empírico com Prednisona 80 mg/dia, devido às linfonodomegalias, com melhora do quadro clínico, remissão da febre e artralgia.
Os anatomopatológicos sugeriam doença linfoproliferativa, entretanto, após as imunohistoquímicas descartarem etiologia neoplásica, foi iniciado desmame do corticoide, com posterior ressurgimento da febre, associada a rash evanescente em membros e artralgia em joelho direito. Realizadas provas reumatológicas, com FAN positivo e demais marcadores não reagentes.Apresentava anemia, leucocitose, além de ferritina maior que 2000 em dois exames e elevação de PCR e VHS.
Após afastar doenças infecciosas, neoplásicas e outras etiologias, considerou-se o diagnóstico de doença de Still, uma vez que a paciente apresentava quadro clínico compatível e preenchia critérios de acordo com Yamaguchi (1992). Foi solicitado acompanhamento com equipe de Reumatologia e iniciado tratamento com metotrexate. A paciente evoluiu com melhora do quadro clínico e recebeu alta assintomática, no 90º dia de internação. Atualmente, permanece em tratamento, assintomática e em acompanhamento ambulatorial.

Conclusões/Considerações finais

A doença de Still é uma patologia de difícil investigação, sendo na maioria das vezes um diagnóstico diferencial de febre de origem indeterminada.Porém, por se tratar de um diagnóstico de exclusão, requer extensa propedêutica, além de um alto grau de suspeição.

Palavras Chaves

Doença de Still, Artrite Juvenil, Artrite.

Área

Clínica Médica

Instituições

Santa Casa de Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil

Autores

Marcelo Menezes Breyner, Sávio Augusto Silva Souza, Isabela Macedo Freitas, Karolline Souza Guimarães

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM
SENIOR VILLAGE

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017