Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Gastroenterite Eosinofilica em idoso: Um Relato de caso.

Fundamentação/Introdução

A Gastroenterite Eosinofilica (GE) doença rara, crônica e de etiologia desconhecida com apresentação heterogênea, caracterizada por presença de infiltrado de eosinófilos em um ou mais segmentos do trato gastrintestinal. Seu quadro clinico é variável conforme o local e profundidade da infiltração do trato gastrointestinal acometido, o que torna a clinica inespecífica exigindo que o diagnostico seja realizado através de exclusão de varias patologias associadas a eosinofilia periférica.

Objetivos

Descrever um relato de caso de gastroenterite eosinofilica.

Delineamento/Métodos

Estudo observacional descritivo de um relato de caso, associado a analise da literatura existente sobre a GE.

Resultados

JJB, 74 anos, masculino, natural de São Jose do Ubá, procura atendimento devido dor abdominal difusa e de forte intensidade (7 em uma escala de 1 a 10), associada a quadros de diarréia liquidas e com presença de muco, perda ponderal de 12 kg em 7 meses. Relata uso de Imosec para o quadro de diarréia. Paciente Hipertenso, IAM (há 10 anos), etilista e tabagista, nega qualquer tipo de alergia. Apresentava Leucócitos de 9.600 com presença de 9% de eosinófilos. Apresentou gastrite enantematosa leve de antro. Assim como presença de atrofia em mucosas de 1 e 2 porção, a biópsia demonstrou duodenite eosinofilica focal com grupamentos de infiltração eosinofilicas. A colonoscopia demonstrou uma lesão plana em cólon esquerdo, realizada mucosectomia devido alteração displasica de baixo grau. A Ressonância magnética (RNM) apresentou espessamento parietal do antro gástrico, primeira porção do duodeno e de alças jejunais, com achados sugestivos de natureza inflamatória. Realizou ainda uma Tomografia computadorizada que demonstrou uma pancreatite crônica devido a ingestão de álcool. Durante todo o processo de investigação que durou aproximadamente seis meses, foram afastadas diversas patologias com presença de eosinofilia periférica e com os achados gastrintestinais demonstrados nos exames fechando o diagnostico, iniciando assim o tratamento da GE com corticóide 40 MG/dia e da pancreatite com pancreatina.

Conclusões/Considerações finais

A Gastroenterite eosinofilica é uma patologia de exclusão, com o tratamento que baseia-se fundamentalmente na corticoterapia com redução progressiva, visa a diminuição dos sintomas. Assim como equilíbrio nutricional com dietas restritivas. Recidivas são possíveis e comuns em casos de Gastroenterite Eosinofilica.

Palavras Chaves

Gatroenterite, Eosinofilia, Inflamação, Trato Gastrointestinal.

Área

Clínica Médica

Autores

ROGER WILLIAN PIRES, RAFAEL MARCONDES RAMOS BRUM, EVELINE ALMEIDA LUZ, SARAH MADEIRA JACINTO, FRANCIANE APARECIDA MARQUES SANTOS

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM
SENIOR VILLAGE

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017