Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

ACHADOS HISTOPATOLÓGICOS DA VASCULOPATIA LIVEDÓIDE: RELATO DE CASO

Fundamentação/Introdução

A vasculopatia livedoide é uma dermatose crônica oclusiva dos vasos sanguíneos da derme, de caráter pauci-inflamatório e doloroso. A etiologia não é totalmente esclarecida; sendo associada a eventos pró-trombóticos. É caracterizada pela presença de lesões maculopapulares, eritemato-purpúricas, nos membros inferiores, que ulceram gerando cicatrizes atróficas, denominadas atrofia branca. A confirmação da suspeita diagnóstica é realizada através da biópsia de pele e o tratamento é feito com drogas anticoagulantes ou agentes antiplaquetários.

Objetivos

Evidenciar os achados histopatológicos da vasculopatia livedoide, uma entidade clínica rara.

Delineamento/Métodos

Os dados foram retirados do prontuário da paciente para elaboração do relato de caso. Realizou-se busca as bases de dados LILACS e SCIELO para fundamentação teórica do manuscrito.

Resultados

RELATO DE CASO: Paciente sexo masculino, 34 anos, negro relata que há 30 dias surgiu no terço inferior dos MMII máculas violáceas, pruriginosas, dolorosas, não descamativas, que evoluíram para úlceras após uma semana do início dos sintomas. Associado ao quadro há edema em terço distal dos membros inferiores (MMII) e dificuldade de deambulação. Ao exame: Lesões ulceradas e infiltrativas de fundo necrótico, com bordas irregulares, deprimidas e hiperemiadas em terço distal de MMII, além de máculas violáceas e lesões bolhosas extensas na face anterior e posterior dos MMII. A biópsia de pele evidenciou atrofia branca: epiderme com hiperceratose com focos de paraceratose, hipergranulose e espongiose. Na derme papilar observam-se congestão vascular, edema, leve infiltrado linfocítico de localização perivascular e intersticial, com extravasamento eritrocitário e presença de hemossiderófagos. Nota-se ainda aumento do número de vasos dérmicos com degeneração fibrinoide das paredes, além de tampões de fibrina intraluminais. A vasculopatia livedoide é uma dermatose que inicialmente tem como manifestação a presença de máculas e/ou pápulas purpúricas dolorosas presentes em MMII, que, em seguida, sofrem ulcerações e cicatrizam lentamente, em semanas ou meses, gerando cicatrizes atróficas e nacaradas, telangiectasias puntiformes, pigmentação acastanhada e geralmente acompanhadas de livedo racemoso.

Conclusões/Considerações finais

Embora inicialmente descrita como uma manifestação clínica de uma vasculite, a vasculopatia livedoide possui como mecanismo fisiopatogênico a vaso-oclusão decorrente de trombose intraluminal das vênulas da derme.

Palavras Chaves

Área

Clínica Médica

Instituições

Faculdade Atenas - Minas Gerais - Brasil

Autores

Karina Carvalhal Tabet, Luílson Geraldo Coelho Júnior, Bárbara Mota de Faria, Ariela Carrijo Ferreira, Gabrielly Borges Machado


Fechar

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM
SENIOR VILLAGE

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017