Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

DOENÇA DE WHIPPLE CLÁSSICA E ACOMETIMENTO NEUROLÓGICO

Fundamentação/Introdução

A Doença de Whipple (DW) é uma doença rara, multissistêmica e as manifestações neurológicas são apresentações pouco comuns nessa patologia.

Objetivos

Relatar um caso de Doença de Whipple clássica com acometimento neurológico.

Delineamento/Métodos

Relato de caso: Paciente I.O.S, feminino, 51 anos, procedente de área rural, deu entrada no serviço de clínica médica em março de 2016, com quadro de artralgia, dor abdominal, astenia, náuseas e vômitos, iniciados há 7 meses. Evoluiu com sintomas dispépticos e perda ponderal de 20kg em 3 meses. Ao exame, foi identificado déficit cognitivo, corroborado por familiares. Apresentava-se caquética, apática, com nistagmo horizontal e pupilas discóricas, sem demais alterações relevantes. Os exames laboratoriais apresentaram anemia hipocrômica microcítica. A endoscopia digestiva alta mostrou monilíase esofágica. Colonoscopia sem alterações. Ultrassonografia de abdome revelou pancreatopatia. A tomografia de abdome mostrou densificação difusa da raiz do mensentério e linfonodomegalia do hilo hepático e a ressonância mostrou linfonodomegalia retroperitoneal e mesentérica de aspecto inespecífico por imagem. CA 125: 83.3UI/Ml. A patologia cirúrgica mostrou linfadenite crônica com formação de linfogranulomas e focos supurativos e a coloração de PAS revelou difusa positividade no citoplasma de macrófagos espumosos consistentes com Tropheryma Whippelli.

Resultados

O tratamento instituído foi Sulfametoxazol-trimetoprim durante 12 meses. Ao final do tratamento a paciente apresentou melhora completa da artralgia, sintomas dispépticos e do quadro de demência e ganho ponderal.

Conclusões/Considerações finais

A DW tem sintomatologia diversa, com predileção pelo sistema articular e gastrintestinal. A artralgia, que é por vezes confundida com doença reumática, e tratada como tal, foi um dos sintomas presentes em nossa paciente, e que nos atentou a investigar DW, pois gerou insegurança em iniciar imunossupressores, tendo em vista a aceleração da doença após o seu uso. O acometimento cardíaco e neurológico é mais raro. A DW no sistema nervoso central, geralmente está associada ao tratamento relapso e engloba tanto a forma clássica, como a Doença de Whipple primária do sistema nervoso central. O prognóstico é bom quando adequadamente tratada.

Palavras Chaves

Doença de Whipple; demência; nistagmo

Área

Clínica Médica

Instituições

Irmandade Santa Casa de Misericórdia de Limeira - Sao Paulo - Brasil

Autores

Luhanda Leonora Cardoso Monti Sousa, Érika Nogueira Loures, Valéria de Lemos Brandão, Anallu Rissardi Vitalino, Claudiney Cheli Lotufo

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM
SENIOR VILLAGE

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017