Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Avaliação da Prevalência de Diabetes Mellitus e Hiperglicemia de Estresse no Infarto Agudo do Miocárdio de um Centro de Referência de Sergipe

Fundamentação/Introdução

Embora haja controvérsia quanto ao valor a ser adotado como indicador de hiperglicemia num paciente com quadro de Síndrome Coronariana Aguda (SCA) em curso, é consenso que a maioria desses pacientes, especialmente os portadores de diabetes mellitus, cursam com maior risco de complicações. Isso define importante preditor de sobrevida para esses doentes.

Objetivos

Avaliar a prevalência de diabetes mellitus e hiperglicemia de estresse em pacientes acometidos por um evento coronariano agudo levando em conta a correlação desses dois achados com o prognostico e sobrevida desses pacientes.

Delineamento/Métodos

Trata-se de um estudo coorte intra-hospitalar retrospectivo, com indivíduos de ambos os sexos atendidos em um centro de referência de Aracaju com quadro de SCA durante o período de outubro de 2015 a outubro de 2016. A coleta de dados foi realizada através de questionário padronizado (devidamente consentido pelos entrevistados). O trabalho já foi submetido ao Comitê de ética em pesquisa da UFS – Universidade Federal de Sergipe. Critério de inclusão: história clínica e confirmação a partir de: eletrocardiograma, ecocardiograma ou cinecoronarioangiografia. Critério de exclusão: inabilidade para responder as perguntas da ficha clínica ou a ausência de dados relevantes para o estudo.

Resultados

Foram analisadas 92 fichas das quais 44 fichas não continham a informação da glicemia de estresse e, por isso, foram desconsideradas. Desses pacientes, 66,66% apresentaram hiperglicemia hospitalar. 53,13% dos doentes possuíam diabetes mellitus, dos quais 64,71% também apresentavam hiperglicemia de estresse. Dentre os pacientes 65,63% eram do sexo masculino – sobre o qual prevaleceu em 37,5% a hiperglicemia de estresse isoladamente. Houve uma prevalência de idosos na importância de 81,25% e de indivíduos residentes na capital, representando 71,88% do total (sendo 15,62% do interior e 12,5% de outros estados). Negros e pardos foram minoria diante de brancos com 40,63%.

Conclusões/Considerações finais

Pode-se concluir que, em consonância com a literatura, há, de fato, larga presença de hiperglicemia de estresse isolada ou associada a diabetes mellitus dentre os pacientes admitidos na unidade com quadro de SCA. Assim, percebe-se a necessidade de uma intervenção mais cuidadosa quanto ao controle desses níveis glicêmicos para alcançar um melhor prognostico, reduzindo, assim, os riscos de complicações e melhorando a sobrevida.

Palavras Chaves

Diabetes; Infarto Agudo do Miocárdio;

Área

Clínica Médica

Instituições

Hospital São Lucas - Sergipe - Brasil, Universidade Tiradentes - Sergipe - Brasil

Autores

Beatriz Mendonça Martins, João Gabriel Lima Dantas, Andreza Santos Almeida, Antônio Carlos Sobral Sousa, Ícaro Leao Nunesmaia

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM
SENIOR VILLAGE

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017