Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

DERRAME PERICÁRDICO SECUNDÁRIO AO HIPOTIREOIDISMO: RELATO DE CASO

Fundamentação/Introdução

Introdução: O hipotireoidismo é causado por uma perda passageira ou progressiva da biossíntese hormonal, sendo suas manifestações clínicas, marjoritariamente associadas ao grau de deficiência hormonal. Uma complicação incomum do hipotireoidismo é o derrame pericárdico, que apresenta –se como líquido pericárdico de alto teor protéico, em consequência de aumento da permeabilidade capilar, dificuldade de drenagem linfática ou retenção de sódio e água.

Objetivos

Objetivos: Alertar quanto a coexistência de derrame pericárdico em portadores de hipotireoidismo e sua importância diagnóstica, além de um correto seguimento terapêutico.

Delineamento/Métodos

Métodos: Realizou-se uma revisao de prontuário, além de um exame clínico completo associado a pesquisa bibliográfica de literaturas nacionais e internacionais abrangendo relatos de casos, estudos de casos, artigos de revisão e artigos originais.

Resultados

Relato de Caso: Masculino,75 anos, apresentando quadros de dispneia aos esforços há cerca de dois anos, associada a uma diminuição da acuidade auditiva há 5 anos. Queixava-se de lentificação na voz, ressecamento na pele e edema generalizado, principalmente em membros inferiores, evoluindo com este quadro há dois anos. Referia perda dos cabelos há 10 anos, sem causa identificada. Foram solicitados ecocardiograma(ECO), eletrocardiograma, hemograma completo e dosagem de TSH. O ECO levidenciou um considerável derrame pericárdico causador da dispneia e a dosagem de TSH apresentou resultado de 76 mU/l . Diagnosticado com hipotireoidismo e com derrame pericárdico com possível etiologia através da patologia endócrina. Foi iniciado Lexotiroxina75 mcg/dia ambulatorial. Após dois meses em reavaliacão, houve melhora da lentidão, rouquidão, edema, crescimento considerável dos cabelos, diminuição do ressecamento da pele e resolução do quadro de dispneia. Foi realizado um segundo ecocardiograma em junho 2017 apresentando diminuição do derrame, porém ainda com discreto quadro.

Conclusões/Considerações finais

Conclusão: O aparecimento de derrame pericárdico secundário ao hipotireoidismo é uma complicação rara, chegando a menos de 5% dos portadores da doença base. A presença de derrame é um fator prognóstico ruim, mostrando um estágio mais grave. São poucos os casos relatados na literatura de derrame pericárdico secundário a hipotireoidismo, e ainda menos com regressão apenas com tratamento medicamentoso. Portanto, ressalta-se a grande importância deste relato, pela compensação do quadro e diminuicao do derrame no uso de levotiroxina.

Palavras Chaves

Derrame pericardico. Hipotireoidismo. Tiroxina.

Área

Clínica Médica

Instituições

Faculdade de Medicina Nova Esperança - Paraiba - Brasil

Autores

Willams Germano Bezerra Segundo, Rena Matusa Oliveira Barros, Gabriel Mendonça Diniz Lima, José Háilo Marinho Filho, Ivson Cartaxo Braga

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM
SENIOR VILLAGE

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017