Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

CUIDADOS PALIATIVOS COMO UM DIFERENCIAL NA FORMAÇÃO DOS NOVOS RESIDENTES DE CLINICA MÉDICA

Fundamentação/Introdução

INTRODUÇÃO: Segundo Organização Mundial de Saúde, os cuidados paliativos são definidos como uma abordagem multidisciplinar que visa melhorar a qualidade de vida de pacientes e seus familiares que enfrentam uma doença ameaçadora de vida, através da prevenção e alívio do sofrimento, identificação precoce e controle impecável dos sinais e sintomas. Segue um relato de um serviço de residência de clínica médica em Goiás que possui uma ala dedicada a estes cuidados.

Objetivos

OBJETIVOS: Relatar o impacto da prática de cuidados paliativos na formação dos residentes de clinica médica em um hospital de Goiás.

Delineamento/Métodos

RELATO DE CASO: Hospital público terciário de média complexidade, com acreditação de qualidade conferida pela Organização Nacional de Acreditação (ONA) e um total de 15 programas de residência médica, sendo uma delas a Clínica Médica. A cada mês um residente desta especialidade cumpre sua escala com dedicação exclusiva na ala de cuidados paliativos para aprender condutas como: promover o alívio da dor e outros sinais de desconforto, entender a morte como um processo natural, trabalhar com equipe multiprofissional e amparar os familiares durante todo o processo de uma doença incurável. Aperfeiçoando assim as percepções de vida e morte, as práticas do cuidar e curar, os princípios interdisciplinares, a relação médico-paciente-família e as habilidades para evitar futilidades terapêuticas.

Resultados

Os cuidados paliativos não só fortalecem a magnitude da Clinica Médica como amplia o processo de cuidar nas doenças crônicas e na terminalidade da vida, a fim de garantir dignidade, conforto e a proporcionalidade terapêutica. A medicina paliativa mostra-se essencial na capacitação do manejo dos sintomas físicos e da morte. Ademais, abordagem paliativa traz mudanças não só para o paciente como para os profissionais de saúde e familiares envolvidos, na medida em que promove reflexões acerca do ser humano em suas dimensões psicossociais e espirituais . Parafraseando Saunders é permitir: “…acrescentar vida aos dias quando não se pode acrescentar dias à vida…”. Implementar tais práticas, portanto, na formação médica é indispensável.

Conclusões/Considerações finais

CONCLUSÃO: A prática paliativa, portanto, é essencial na formação e necessita ser abordada mais precocemente na educação e médica.

Palavras Chaves

Cuidados Paliativos, Clínica Médica, Formação Médica

Área

Clínica Médica

Instituições

HOSPITAL ALBERTO RASSI - Goias - Brasil

Autores

PATRICIA FREIRE CAVALCANTE, LUCIANA BEATRIZ MENDES GOMES, JULIANA SINEZIO SANTOS, ELIZA OLIVEIRA BORGES, ANA MARIA PORTO CARVAS

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM
SENIOR VILLAGE

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017