Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Endometriose profunda com comprometimento de plexo hipogástrico inferior como causa de lombalgia crônica em mulher no menacme

Fundamentação/Introdução

Endometriose representa uma doença prevalente, complexa e multifatorial do menacme, caracterizada pela implantação de tecido endometrial fora do útero, usualmente na pelve. Exibe um largo espectro de sinais e sintomas, tende à progressão e seu diagnóstico demora cerca 10 anos. As mulheres acometidas podem ser assintomáticas, apresentar somente infertilidade ou ainda sintomas urinários ou evacuatórios perimenstruais. Quando existe comprometimento de raízes nervosas pelos implantes, ocorrem sintomas coincidentes com doenças musculoesqueléticas como lombalgia crônica e lombociatalgia, que levam a um diagnóstico tardio e repercussões significativas para a qualidade de vida.

Objetivos

Reportar um caso de endometriose profunda infiltrativa com envolvimento do plexo hipogástrico inferior e raízes sacrais, como diagnóstico diferencial das radiculopatias.

Delineamento/Métodos

B.C.T.B., 28 anos, com dismenorréia desde a menarca (11 anos), associada à lombalgia direita. Apresentou-se ao ginecologista com 17 anos desse quadro com repercussões sobre suas atividades rotineiras e várias investigações prévias sem identificação de afecções musculoesqueléticas/nervosas. Essa dor irradiava para região anal e face posterior da coxa direita no período menstrual. Ao toque vaginal apresentava nódulo doloroso de 3cm em fossa pararretal direita e região sacral homolateral. A hipótese foi de endometriose profunda e então solicitada a ressonância magnética que identificou uma lesão hipointensa na região retrocervical direita (2,5x2,0cm) que infiltrava as fáscias pré-sacral, mesorretal, parede direita do reto (6cm borda anal), paracolpo, paraproctium e plexo hipogástrico inferior, nervo hipogástrico direito e nervos esplâncnicos ipsilaterais. Foi indicado tratamento cirúrgico.A paciente foi então submetida à cirurgia videolaparoscópica onde foi identificado o nódulo de endometriose infiltrando o plexo hipogástrico inferior e raízes sacrais direitas e realizada exérese da lesão com preservação dos nervos envolvidos. O anatomopatológico confirmou endometriose.

Resultados

Após a cirurgia, a paciente apresentou melhora completa da lombalgia,com um impacto positivo em sua qualidade de vida.

Conclusões/Considerações finais

Mulheres em idade reprodutiva com sintomas lombossacrais crônicos ou de radiculopatias associados a sintomas sugestivos, requerem investigação de endometriose profunda e abordagem multidisciplinar.

Palavras Chaves

Endometriose profunda infiltrativa, Endometriose de nervo, lombalgia crônica.

Área

Clínica Médica

Autores

Mariana Araujo Cavallaro, Lauriane Gisele Schmidt de Abreu, Raquel F Lima, Christian D C Lima Preti, Ricardo M Alves Pereira

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM
SENIOR VILLAGE

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017