Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Avaliação do processo ensino aprendizagem da manobra de ressuscitação cardiopulmonar

Fundamentação/Introdução

Fundamentos: A Parada Cardiorrespiratória (PCR) é um problema mundial de saúde pública. Estima-se, no Brasil, que ocorra cerca de 200.000 PCRs por ano, das quais metade acontece em ambientes extra-hospitalares, sendo que uma Ressuscitação Cardiopulmonar (RCP) bem-sucedida, contribui sensivelmente para o aumento das taxas de sobrevivência das vítimas de parada cardíaca.

Objetivos

Objetivos: Avaliar o nível de conhecimento dos transeuntes sobre RCP.

Delineamento/Métodos

Métodos: Foi realizado um estudo transversal, no qual foi aplicado um questionário, em ambiente universitário, durante uma campanha de orientação sobre o PCR e a importância de um RCP precoce e de qualidade. O questionário era composto por três questões, as quais avaliavam o conhecimento do indivíduo, argumentando-os sobre a sequência correta de ações a tomar diante de uma PCR, os sinais clínicos e qual a frequência de compressões recomendada. Cada um respondia a essas questões antes e depois da orientação.

Resultados

Resultados: Foram analisadas 72 pessoas no dia do evento, no período das 08 horas às 18 horas. Na avaliação da sequência correta de ações, 26% das pessoas marcaram a segurança do local como primeira, 21% colocaram como segunda checar responsividade, já na terceira, 4% marcaram ligar para o SAMU e como quarta medida, 29% iniciar o RCP. No pós-teste, 38,8% marcaram segurança do local como primeira, em segundo lugar a responsividade com 29%, em terceiro lugar, também com 29%, as chamadas ao SAMU, e como quarta opção, com 44,5% iniciar o RCP. Na avaliação dos sinais clínicos, o pré-teste teve os seguintes resultados: 69,4% marcaram perda de consciência, 50% ausência de respiração, 44,4% ausência de qualquer pulso, 41,7% ausência de pulsos carotídeos, 33,3% dor no peito; no pós-teste, 86,1% marcaram perda de consciência, 77,8% marcaram ausência de pulso carotídeo e de respiração, 44,4% ausência de qualquer pulso e 5,6% dor no peito. Na frequência de compressões, 55,6% marcaram 100-120 compressões por minutos, enquanto que no pós-teste subiu para 94,4%.

Conclusões/Considerações finais

Conclusões: O ambiente universitário pressupõe a presença de um grupo de pessoas mais esclarecidas, que teoricamente, têm um conhecimento maior sobre as ações que tomar diante de uma situação; apesar disso, pelos dados, fica clara a necessidade de disseminar o conhecimento acerca de PCR, sobretudo como identificá-la e como realizar uma RCP de qualidade, uma manobra simples, fácil de ser ensinada e eficaz no aumento de sobrevida do paciente.

Palavras Chaves

Palavras chaves: educação em saúde, reanimação cardiopulmonar, parada cardíaca, capacitação.

Área

Clínica Médica

Instituições

Universidade Federal do Tocantins - Tocantins - Brasil

Autores

Fernando Tranqueira da Silva, Pedro Paulo Fernandes de Melo, Maria Luiza Silva Brito, Renan Miranda Santana, Pedro Emanuel Gonzalez Cuellar

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM
SENIOR VILLAGE

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017