Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Hiponatremia na admissão em Unidade de Terapia intensiva e mortalidade: existe correlação clínica?

Fundamentação/Introdução

A Hiponatremia é um distúrbio muito comum em pacientes críticos, com prevalência entre 9,69 e 15%. Alguns estudos demonstraram associação importante de hiponatremia com mortalidade na unidade de terapia intensiva (UTI) justificando a realização do presente estudo.

Objetivos

Determinar prevalência de hiponatremia na admissão de pacientes na unidade de terapia intensiva de hospital universitário entre os meses de janeiro de 2016 a junho de 2017 e associação deste distúrbio eletrolítico com mortalidade na amostra estudada deste setor.

Delineamento/Métodos

Realizado um estudo de coorte retrospectivo baseado na revisão de 255 prontuários de pacientes admitidos no período acima descrito na UTI do HUMAP. Foram incluídos no estudo 255 pacientes os quais foram analisados dados como sexo, idade, motivo de admissão em UTI, natremia no momento da admissão e desfecho na unidade. Foi utilizado o teste qui quadrado para determinar significância estatística (p<0,01), entre distúrbio e mortalidade.

Resultados

Foram incluídos um total de 255 pacientes, sendo estes 146 do sexo masculino com idade média de 56,9 anos, dos quais 44 apresentavam hiponatremia com valor de sódio menor que 136 mEq/L, demonstrando prevalência de 17,25%. Destes, 11 (25%) foram a óbito no setor, enquanto que de 211 pacientes não hiponatrêmicos aproximadamente 73 (34,59%) faleceram. O teste de qui quadrado apresentou valor 1,5180 sendo menor que o corrigido.

Conclusões/Considerações finais

A prevalência de hiponatremia encontra-se levemente acima da relatada em literatura. Nesse estudo não houve relação estatisticamente significativa entre distúrbio e mortalidade no setor. Devido a estes resultados, evidencia-se a necessidade de novas pesquisas com amostra mais ampla, já que esta é uma desordem hidroeletrolítica comumente evidenciada na prática clínica, assim provando ser um terreno fértil para novas visões no tratamento cuja intervenção e reversão precoce poderiam – possivelmente – promover redução da mortalidade intra-hospitalar.

Palavras Chaves

hiponatremia; terapia intensiva; mortalidade intrahospitalar;

Área

Clínica Médica

Instituições

Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian - UFMS - Mato Grosso do Sul - Brasil

Autores

Beatriz Longo Bortoletto, Renata Brehm de Oliveira Barbosa, Gil Gouveia Hans Carvalho, Ianna Lima Simão, LILIAN YATIYO NAKAGAWA DITTMAR

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM
SENIOR VILLAGE

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017