Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Avaliação Complementar em pacientes com lesões cutâneas hipocrômicas

Fundamentação/Introdução

A porfiria cutânea tarda (PCT) é causada pela deficiência parcial, herdada ou adquirida, da atividade enzimática da uroporfirinogênio- decarboxilase que resulta no acúmulo de uroporfirina (URO) e 7-carboxil porfirinogênio. Essa enzima é necessária para formar o heme, responsável por transportar os átomos de oxigênio no sangue. A sintomatologia da doença consiste na formação de vesículas, bolhas e, cicatrizes hipocrômicas, associada à exposição solar. As lesões se localizam principalmente no dorso das mãos, mas também podem ser observadas nos braços, face, pés e pernas.

Objetivos

Relatar o caso de um paciente portador de lesões cutâneas hipocrômicas, com uso de avaliação complementar para auxiliar no diagnóstico de PCT.

Delineamento/Métodos

Como trata-se de Relato de Caso, a Descrição está substituindo metodologia e resultados.

Resultados

Paciente masculino, 62 anos, tabagista com carga tabágica de 120 maços/ano, etilista, veio à consulta devido a lesões bolhosas erosivas, com difícil cicatrização e locais de hipopigmentação na pele onde houveram, previamente, feridas. Refere que pioravam com exposição solar e quando fazia uso de bebida alcoólica. Mencionou que elas aparecem desde sua juventude, porém no ultimo ano ocorreu piora progressiva importante. Estava em tratamento com corticoide tópico para vitiligo. Foram solicitados exames, laboratoriais e de imagem, e os resultados obtidos foram FAN negativo, ferritina discretamente aumentada, hemograma com anemia megaloblástica e radiografia de tórax com sinais sugestivos de doença pulmonar obstrutiva crônica. Realizado, então, diagnóstico clinico de Porfiria Cutânea Tarda e iniciado tratamento com medidas comportamentais, tais como cessação do uso de álcool e tabaco e abstenção de exposição solar.

Conclusões/Considerações finais

Inúmeras doenças cursam com hipopigmentação cutânea, sendo dificultoso um diagnóstico ágil em determinadas situações, nesse caso, o alcoolismo e os achados laboratoriais contribuíram para que se chegasse à hipótese de PCT. Através desse relato demostra-se a importância de atentar a fatores de risco e lançar mão de exames complementares, como ferritina e hemograma que contribuem para o raciocínio clínico da doença em questão.

Palavras Chaves

lesões cutâneas hipocrômicas, Porfiria cutânea Tarda.

Área

Clínica Médica

Instituições

Universidade Católica de Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil

Autores

Juliane Fontana, Izabel de Oliveira Karam, Letícia Dal Ri, Leonardo Mendes Nogueira, Otávio Ruschel Karam

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM
SENIOR VILLAGE

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017