Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Anorexia nervosa como diagnóstico diferencial em adolescente com Doença de Crohn

Fundamentação/Introdução

A Doença de Crohn (DC) é uma doença inflamatória intestinal imunomediada que pode afetar o todas as porções do trato gastrointestinal. Sua incidência estimada é de 5-10:100000 novos casos ao ano. Destes, apenas 20-25% são diagnosticados em pacientes menores de 18 anos.

Objetivos

Descrever um caso de DC em que anorexia nervosa foi um diagnóstico diferencial devido à perda significativa de peso, faixa etária e gênero.

Delineamento/Métodos

Paciente sexo feminino, 15 anos, admitida em hospital terciário com queixa de vômitos incoercíveis há 2 meses, com piora há 7 dias. No interrogatório sintomatológico relatou ainda astenia, sudorese noturna profusa, epigastralgia de forte intensidade tipo cólica, sonolência diurna, alopecia, constipação intestinal e amenorreia com início após apendicectomia há 6 meses. Referia perda ponderal de quinze quilos em 30 dias e febre noturna termometrada recorrente há 15 dias. Sem antecedentes familiares importantes. Trazia exames realizados há um mês, dentre eles uma endoscopia digestiva alta que revelava gastrite enantematosa leve do corpo gástrico, ultrassom de abdome total sem alterações e hemograma com anemia normocítica e normocrômica.

Resultados

Ao exame físico encontrava-se apática e hipocorada +/4+. Palpação abdominal dolorosa difusamente. Paciente ansiosa e com labilidade emocional. Solicitado tomografia computadorizada de abdome, onde com espessamento de íleo terminal. Colonoscopia, demonstrou presença de ileíte distal com ulcerações serpiginosas, pseudopólipos e estreitamento luminal. O exame anatomopatológico confirmou o diagnóstico de DC. Foi encaminhada ao gastroenterologista para seguimento ambulatorial.
A apresentação clínica da DC é variável, sendo que 23% dos jovens apresentam perda de peso consequente a anorexia. Por vezes, a distinção entre anorexia nervosa e doença inflamatória intestinal é complexa, especialmente diante de adolescentes do sexo feminino, assim como ocorreu no caso relatado.

Conclusões/Considerações finais

Particularmente quando diante de adolescentes que relatem perda de peso importante em períodos curtos é imperativo descartar doenças orgânicas antes de se estabelecer o diagnóstico de transtornos alimentares. Estas afecções podem estar sobrepostas e o diagnóstico tende a ser ainda mais laborioso do que no caso descrito.

Palavras Chaves

Área

Clínica Médica

Instituições

Universidade José do Rosário Vellano - Minas Gerais - Brasil

Autores

Lara Élida Guazzeli de Freitas, Jorge Fernando de Miranda Pereira, Vanessa Carvalho do Lago, Iara Baldim Rabelo Gomed, Aline Bonora de Oliveira

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM
SENIOR VILLAGE

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017