Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Estudo coorte retrospectivo dos pacientes portadores de síndrome metabólica admitidos com Síndrome Coronariana Aguda com SST, que foram submetidos a angioplastia coronariana. Análise comparativa entre hospital público vs privado. 

Fundamentação/Introdução

A dislipidemia encontrada em pacientes com SM é altamente aterogênica, elevando consideravelmente o risco cardiovascular destes pacientes, pois a combinação de múltiplos fatores de risco faz dessa população um grupo de pacientes altamente susceptíveis a doenças cardiovasculares (DCV), com risco até 3x maior para evento cardiovascular, até 4x para morte por DAC e até 2,4x para morte por qualquer causa. Quanto mais componentes da SM o paciente tiver, maior o seu risco de DCV e a existência de SM em pacientes com DCV preexistentes aumenta o risco de um novo evento nestas pessoas.

Objetivos

O objetivo do estudo é comparar as diferenças clínicas, comorbidades e os resultados Síndrome Coronária Aguda com supra ST (SCACSST) entre um hospital da rede pública (PB) referência para angioplastia primária com um hospital de rede privada (PR) também com serviço de hemodinâmica 24 horas, ambos na cidade de São Jose dos Campos/SP.

Delineamento/Métodos

Realizamos analise coorte retrospectiva de 41 pacientes (31 no Hospital Público e 10 no Hospital Privado) submetidos a angioplastia primaria em decorrência de SCACSST. Foram analisadas as variáveis clínicas como idade, sexo, presença de Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS), Diabetes Mellitus (DM), Dislipidemia e história familiar de doença arterial coronária conhecida (DAC). Para análise estatística utilizamos o teste do Qui-Quadrado, sendo considerado um p valor=0,05 para significância estatística.

Resultados

Pacientes do serviço privado apresentam uma menor incidência de SCA com SST e quando apresentam, são geralmente indivíduos com mais idade - média de 57 anos no PB e de 66 anos no PP – com p valor = 0,05. A presença de dislipidemia e ser do sexo masculino teve relevância estatística (p=0,01) para os eventos cardiovasculares.
Comparação PUBLICO X PRIVADO:
Idade: p = 0,05
Sexo Masculino: p = <0,01
DM: p = 0,36
HAS: p = 0,36
Dislipdemia: p = 0,01
História Familiar: p = 0,76

Conclusões/Considerações finais

Pacientes da rede pública evoluem com SCA com SST em idades mais jovens. Ser homem é fator de risco para SCA, bem como ser portador de dislipidemia. Comparando os grupos tratados com angioplastia primária, os pacientes tratados no serviço privado apresentaram menores taxas de complicações pós angioplastia em relação ao grupo tratado no hospital público (p<0,01). Ao comparar a presença da SM com a incidência de SCA, encontramos um p=0,014 (α=0,05), o que nos permite dizer que existe alta correlação da SM com a SCA.

Palavras Chaves

Área

Clínica Médica

Autores

Tatiana Siqueira Capucci, Lais Oliveira Hernandes, Mariana Accioly Carrazedo, Pedro A Pascoli, Raphael Osugue Kazuo

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM
SENIOR VILLAGE

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017