Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Abordagem sindrômica na classificação de risco inicial como forma de aumentar a segurança na encefalopatia hipertensiva de etiologia inicialmente indeterminada

Fundamentação/Introdução

A Glomerulonefrite pós-estreptocócica (GnPE) é uma doença inflamatória aguda envolvendo os glomérulos renais que aparece uma a quatro semanas após infecções pelo Streptococcus pyogenes. A GnPE se manifesta por hematúria, edema e hipertensão arterial sistêmica, e tem como complicação lesões de órgãos-alvo devido à crise hipertensiva, entre elas, a encefalopatia hipertensiva, incomum em crianças, que pode ser fatal se não for reconhecida e prontamente tratada. A abordagem da crise hipertensiva apresenta dificuldade diagnóstica considerando que os protocolos de classificação de risco mais utilizados não empregam a medida da pressão arterial (PA) e a maioria das unidades de saúde não realizam rotineiramente a medida em crianças em nenhum ponto da atenção.

Objetivos

Demonstrar a importância de se realizar o diagnóstico sindrômico na abordagem inicial e classificar o risco, identificando assim o paciente de alto risco, a fim de garantir sua segurança, mesmo sem o diagnóstico etiológico estabelecido.

Delineamento/Métodos

Estudo descritivo, qualitativo, observacional, com informações obtidas de prontuários, entrevistas, registro fotográfico dos métodos diagnósticos empregados e revisão de literatura. M.L.N.A., 10 anos, feminino, apresentou quadro de vômitos incoercíveis e dor abdominal em Datas, MG. Encaminhada para Diamantina, MG, apresentou na entrada ataxia e rigidez nucal, tendo sido isolada com suspeita de meningoencefalite. Evoluiu com convulsões e edema bipalpebral. Manchas cicatriciais sugestivas de impetigo e medidas sucessivas da PA identificando crises hipertensivas consolidaram o diagnóstico de GnPE complicada com encefalopatia hipertensiva. Após tratamento adequado e controle rigoroso da PA, recebeu alta. Foi entregue ao responsável pela paciente o Termo de Consentimento Livre Esclarecido que foi devidamente assinado. O caso foi escolhido por apresentar um quadro clínico de difícil diagnóstico na urgência, decorrente de uma associação de sinais e sintomas de diferentes doenças, além de uma apresentação clínica atípica inicial que contribuiu para dúvida quanto ao diagnóstico final.

Resultados

Tratando-se de Relato de Caso, a Descrição substitui Metodologia e Resultados.

Conclusões/Considerações finais

É extremamente importante o treinamento nos serviços de urgência que contemple a abordagem sindrômica para a identificação dos pacientes de risco mesmo sem diagnóstico etiológico, além da adequação da classificação de risco com adição da medida da PA em todas as faixas etárias para garantir a segurança do paciente.

Palavras Chaves

Impetigo; Glomerulonefrite pós-estreptocócica; Diagnóstico Sindrômico; Emergência Hipertensiva; Crise Hipertensiva; Diagnóstico Etiológico; Pressão arterial; Encefalopatia Hipertensiva; Classificação de Risco; Triagem;

Área

Clínica Médica

Instituições

Hospital Nossa Senhora da Saúde - Minas Gerais - Brasil, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Minas Gerais - Brasil

Autores

Rebeca Vilaça Faria, Filipe Augusto Pereira dos Anjos, Simone dos Santos Caixeta Alves


Fechar

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM
SENIOR VILLAGE

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017