Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Evolução atípica na doença celíaca: relato de caso

Fundamentação/Introdução

A Doença Celíaca (DC) é oriunda de uma desregulação entre o sistema imune inato e adaptativo, a qual ocorre devido à ingesta de gliadina, principal componente tóxico do glúten. A ligação da gliadina a moléculas geneticamente propensas à DC ativa a secreção de citocinas inflamatórias, fator de necrose tumoral e interferon; esta secreção promove a sintomatologia da doença, que consiste tipicamente em dor, distensão abdominal, diarreia e esteatorreia. Estudos também citam a presença de achados extra-abdominais, como aumento das transaminases séricas em 2-9% dos pacientes.

Objetivos

Relatar o caso de um paciente portador de DC, sem queixas típicas abdominais, apenas com alteração nas transaminases.

Delineamento/Métodos

Como trata-se de Relato de Caso, a Descrição está substituindo Metodologia e resultados.

Resultados

Paciente masculino, 45 anos, procurou atendimento devido a alterações de enzimas hepáticas em exame periódico. Negava sintomas gastrointestinais, consumo de álcool, uso de medicações, chás ou histórico de comorbidades. Ao exame laboratorial, apresentava os seguintes resultados: AST 55 mg/dL, ALT 97 mg/dL, Bilirrubina Total 1,0 mg/dL, Indireta 0,6 mg/dL e Direta 0,4 mg/dL, GamaGT 18 mg/dL e Fosfatase Alcalina 69 mg/dL. Ao exame físico abdominal não apresentava alterações e seu IMC 23 kg/m2. Foram solicitados exames complementares: Ferritina 368mg/dL, anti-HCV, HBsAg e anti-HIV não reagentes, FAN e Anti-Músculo Liso negativos, Perfil Lipídico e Glicêmico normais, Ultrassonografia Abdominal Total sem alterações e Anticorpo Anti-Transglutaminase IgA 128 mg/dL. A Endoscopia Digestiva Alta com Biópsia de Duodeno evidenciou bulboduodenite com diminuição do pregueamento e serrilhamento de pregas em segunda porção duodenal; o exame anatomopatológico revelou duodenite crônica moderada com atrofia acentuada de vilos e aumento do número de linfócitos intraepiteliais, possibilitando o diagnóstico de Doença Celíaca. Após dieta isenta de glúten por 06 meses apresento

Conclusões/Considerações finais

O caso relatado demonstra a importância de questionar a hipótese de DC como diagnóstico diferencial (DD) em pacientes com alterações nos valores das transaminases. O diagnóstico precoce da doença possibilita tratamento antecipado e evita que surjam outros sintomas ou complicações, que acarretariam em pior qualidade de vida. Assim, demonstra-se a necessidade de relatar casos com sintomatologia atípica de DC para que este DD seja lembrado e mais pacientes beneficiem-se da restrição alimentar precoce ao glúten.

Palavras Chaves

Área

Clínica Médica

Instituições

Universidade Católica de Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil

Autores

Juliane Fontana, Laura Zago Munhoz, Felícia Roberta De Sá Britto Antunes, Luísa Mendonça Souza Pinheiro, Gustavo Real

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM
SENIOR VILLAGE

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017