Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Avaliação clínica do paciente com Suspeita de Infecção no Departamento de Emergência: qSOFA é suficiente para triar os graves?

Fundamentação/Introdução

As novas definições de Sepse trouxeram à tona uma discussão sobre formas de triagem para identificar os pacientes mais graves, sendo sugerido o uso do quick SOFA (qSOFA). O lactato ficou restrito à classificação de choque séptico. O Índice de Choque (IC) é uma ferramenta de triagem ainda pouco estudada na população com suspeita de Sepse no Pronto-Socorro.

Objetivos

Avaliar as relações entre hiperlactatemia e mortalidade, capacidade de predição de mortalidade através de qSOFA, IC e sua versão modificada(ICMOD), identificar as possíveis variações destas relações, levando em conta o perfil do paciente das emergências em países em desenvolvimento.

Delineamento/Métodos

Foi realizado no Pronto-Socorro de um Hospital Terciário em São Paulo. É uma Coorte Retrospectiva realizado a partir dos dados coletados das fichas de atendimentos dos pacientes triados para clínica médica no período de março de 2015 a fevereiro de 2016. Os exames admissionais e desfechos de cada paciente foram coletados retrospectivamente a partir do prontuário eletrônico do hospital. Foram calculados o qSOFA e IC/ICMOD dos pacientes. Os desfechos analisados foram Mortalidade Intrahospitalar e Hiperlactatemia. Os dados foram analisados utilizando Software SPSS 23.0. (IBM™®).

Resultados

A população total do estudo foi de 984 pacientes, sendo destes 568 com análise de lactato e 382 com qSOFA e lactato disponíveis. Suspeita de Infecção correspondeu à 64% dos pacientes internados em enfermaria ou no departamento de emergência. Aplicado o teste de Qui-quadrado, transformando o Lactato em variável categórica com cortes em 18 e 36mg/dl, com ambos apresentando correlação significativa com p<0,01 com o desfecho ÓBITO. O lactato foi posto em Curva ROC. O Valor de 18mg/dl apresentou uma Sensibilidade de 47%, Especifidade de 68%, e o valor de 36mg/dl, 16,4% e 93,7% respectivamente. Os Índices conseguiram mostrar diferença entre os grupos com hiperlactatemia (nos cortes de 18 e 36). As diferenças foram estabelecidas, analisando que houve diferença nas médias de IC entre os grupos. A distribuição nestes casos era normal, portando foi utilizado o teste T. A maior significância foi para o Índice Modificado, com p=0,019.

Conclusões/Considerações finais

O estudo vem sugerir que a aplicação isolada do qSOFA pode não ser suficientemente sensível no contexto da emergência brasileira. A avaliação clínica permanece como pedra-fundamental da prática, porém ferramentas como IC e Lactato, parecem acrescentar ao julgamento clínico na decisão sobre priorização de cuidados.

Palavras Chaves

Sepse; Quick SOFA; Triagem; Urgência; Índice de Choque;

Área

Clínica Médica

Instituições

Universidade Federal de São Paulo - Sao Paulo - Brasil

Autores

Felipe Mateus Teixeira Bezerra, Paulo Ricardo Gessolo Lins, Gabriel Moreira de Souza, Camilla de Almeida Martins, Aecio Flavio Teixeira de Gois

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM
SENIOR VILLAGE

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017