Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Histoplasmose disseminada aguda para sistema nervoso central e duodeno em paciente imunocompetente.

Fundamentação/Introdução

Introdução: Histoplasmose disseminada aguda é uma micose sistêmica causada pelo fungo Histoplasma capsulatum, presente nas fezes de aves e morcegos, sendo uma doença granulomatosa de apresentação incomum em imunocompetentes e majoritariamente em quadros de acometimento pulmonar em pessoas expostas a altas concentrações deste agente. O acometimento do sistema nervoso e duodeno como única manifestação clínica é muito incomum em pacientes sem deficiência de imunidade e existem poucos casos descritos na literatura.

Objetivos

Objetivo: Relatar caso raro de histoplasmose disseminada aguda para sistema nervoso central e duodeno, como únicas manifestações clínicas e dificuldade diagnóstica.

Delineamento/Métodos

Relato: Adulto, masculino, 78 anos, lavrador, residente de zona rural de Araguaína-TO, admitido em hospital de referência do norte do Tocantins, com queixa de astenia e soluços constantes. Os sintomas haviam se iniciado há cerca de dois meses, com piora progressiva. Ao exame: sem linfonodos palpáveis, exame pulmonar e cardiovascular normal, abdome com desconforto a palpação do mesogástrico e neurológico com anosmia e disgeusia. Os exames laboratoriais de rotina foram normais, sorologia anti-HIV não reagente. Tomografia de crânio sem contraste revelou imagens nodulares subcorticais com aspecto de “implantes neoplásicos secundários” na porção basal do lobo frontal esquerdo, porção anterior do giro frontal superior esquerdo e giro pré-central direito, com edema vasogênico no permeio. Na evolução, surgiram adenomegalias na cadeia cervical esquerda, associada à hemiparesia à esquerda e melena. Endoscopia digestiva alta evidenciou lesão ulcerada duodenal. Anatomopatológico sugeriu “neoplasia maligna pouco diferenciada”, orientando imunohistoquímica, que por sua vez revelou duodenite granulomatosa associada à infecção fúngica. Então, solicitado teste imunoenzimático para histoplasmose que foi reagente fechando o diagnóstico. Questionado, paciente referiu contato diário com pombos.

Resultados

Resultados: O tratamento foi instituído com itraconazol por seis meses. Encaminhado para acompanhamento ambulatorial com reavaliações periódicas até o desaparecimento dos sintomas.

Conclusões/Considerações finais

Considerações Finais: A histoplasmose na forma disseminada aguda é uma doença que pode se apresentar com variado espectro clínico dificultado o diagnóstico. O paciente foi admitido com quadro neurológico e melena, demonstrando a diversidade clínica compatível com doença sistêmica e o diagnóstico foi firmado por meio de exames complementares.

Palavras Chaves

Histoplasmose. Sistema Nervoso. Duodeno.

Área

Clínica Médica

Instituições

UniBRAS - ITPAC - Tocantins - Brasil

Autores

Thieres Andriolle dos Santos Mendonça, Jane Augusto Guimarães Gonçalves, Fiama Viana do Vale, Felipe Augusto Gonçalves, Maria Gabriella Ribeiro Farias

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM
SENIOR VILLAGE

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017