Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Ascite como manifestação da sarcoidose peritoneal: uma apresentação rara da doença

Fundamentação/Introdução

Introdução/fundamentos: A sarcoidose representa uma doença inflamatória de etiologia desconhecida. Caracteriza-se por uma resposta imune exagerada, com formação de granulomas não caseosos que podem acometer qualquer órgão ou sistema. É mais comum entre a 3˚e a 5˚ década de vida e em mulheres. O pulmão e o sistema linfático são mais acometidos, com uma frequência de 90% e 30% respectivamente. Apesar de o abdome ser o sitio extrapulmonar de maior envolvimento, o acometimento peritoneal é extremamente raro na sarcoidose. O diagnóstico se baseia na apresentação clínica e radiológica, com evidencia de granulomas não caseosos e sem outras patologias que justifiquem o quadro clínico. A sarcoidose abdominal sintomática requer tratamento imunossupressor, podendo ser necessária abordagem cirúrgica nas complicações. A principal causa de morte é o envolvimento cardiopulmonar. Segue-se um caso de sarcoidose peritoneal e hepática sem envolvimento pulmonar, uma apresentação rara dessa doença.
.

Objetivos

Objetivos: O estudo relata o caso de uma paciente com rara apresentação da sarcoidose, destacando a importância do diagnostico diferencial, uma vez que, no abdome, a sarcoidose pode simular várias doenças infecciosas, neoplásicas ou autoimunes.

Delineamento/Métodos

Descrição do caso: ITBF, feminino, 49 anos com queixas de aumento abdominal, febre e astenia há 5 meses. Realizou ultrassonografia de abdome sugerindo hepatopatia crônica, ascite e dilatação de veia porta. Suspeitado de cirrose, porém com sorologias negativas para hepatites, sem histórico de alcoolismo. A análise de liquido ascítico evidenciou GASA 1,2, com albumina >3 e citologia oncótica normal. Tomografia (TC) de tórax sem alterações e TC de abdome com aspecto infiltrativo de fígado e baço, e ascite moderada, sendo então solicitados marcadores tumorais (CA -125 elevado). Colonoscopia e investigação ginecológica sem alterações. Realizado videolaparoscopia (VL).

Resultados

Resultados: VL visualizou implantes peritoneais vesiculares. Biopsia de fígado e epiplon com processo inflamatório crônico granulomatoso sem necrose, sugerindo sarcoidose. Após exclusão de outras patologias, paciente encaminhada aos ambulatórios de reumatologia e hepatologia para tratamento e acompanhamento.

Conclusões/Considerações finais

Conclusões/considerações finais: A sarcoidose deve ser lembrada como diagnóstico diferencial de malignidades intraabdominais que possam afetar o fígado e peritôneo, portanto, deve buscar-se o manejo otimizado destes pacientes para evitar procedimentos invasivos desnecessários.

Palavras Chaves

sarcoidose, ascite.

Área

Clínica Médica

Instituições

universidade estadual de maringa - Parana - Brasil

Autores

Davi Tamamaru Souza, Lorena Lima Gargaro, Ecio A Nascimento

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM
SENIOR VILLAGE

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017