Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Biópsias Renais no Hospital Universitário Mário Palmério – Avaliação clínico-epidemiológica dos últimos 3 anos

Fundamentação/Introdução

Introdução: As Glomerulopatias são a 3ª principal causa de Doença Renal Crônica Terminal em todo mundo. A Biópsia Renal é padrão ouro para o diagnóstico das glomerulopatias, sendo imprescindível para a avaliação prognóstica e decisão terapêutica. O Serviço de Nefrologia do Hospital Universitário Mário Palmério (HUMP), em parceria com o Serviço de Nefropatologia da Universidade Federal do Triângulo Mineiro, vem há 3 anos realizando biópsias renais (rins nativos e transplantados).

Objetivos

Objetivos: Análise clínico-epidemiológica das biópsias renais realizadas no HUMP, nos últimos 3 anos.

Delineamento/Métodos

Métodos: Estudo observacional, através da solicitação e dos laudos das biopsias renais, obter os dados clínicos, epidemiológicos e os diagnósticos das mesmas (entre maio de 2014 e junho de 2017).

Resultados

Resultados: Foram realizadas 66 biópsias, sendo 46 (69,7%) de pacientes SUS e 20 (30,3%) de pacientes Convênios e Particulares. 54 biópsias (81,8%) de rins nativos e 12 de transplantados. A média de idade foi de 41,7 anos (15 – 82 anos). Predominaram o sexo feminino (57,5%) e a raça branca (81,8%). Em relação à indicação da biópsia, em rins nativos, a mais comum foi Síndrome Nefrótica (18 casos – 33,3 %), seguida por alterações assintomáticas – proteinúria e proteinúria + hematúria (24 %) e síndrome nefrótica + nefrítica (20 %). Já nos pacientes transplantados a principal indicação foi função retardada do enxerto-DGF (83%). Em relação às etiologias, nas glomerulopatias primárias (n=44) predominaram Glomeruloesclerose segmentar e focal / podocitopatias (25%), seguidos por nefropatia IgA (22,7%), e glomerulonefrite membranosa (11,4%). Em relação às glomerulopatias secundárias (n=10), predominaram nefrite lúpica (60%) e nefropatia diabética (20%).

Conclusões/Considerações finais

Conclusões: Em consonância com outras casuísticas brasileiras, nossos dados confirmam a síndrome nefrótica como a principal indicação de biópsia renal e a Glomeruloesclerose segmentar e focal e Nefrite lúpica como as principais causas de glomerulopatias primárias e secundárias, respectivamente.

Palavras Chaves

Biópsia Renal, Glomerulopatias

Área

Clínica Médica

Autores

Fabiano Bichuette Custodio, Letícia Andrade Santos, Ana Luísa Oliveira, Marlene Antonia dos Reis, Mariana Salomão Braga

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM
SENIOR VILLAGE

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017