Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

ABORDAGEM QUANTITATIVA DE ACIDENTES DE TRABALHO COM MATERIAIS BIOLÓGICOS NO BRASIL

Fundamentação/Introdução

De acordo com a legislação brasileira sobre Planos de Benefícios da Previdência Social, acidente de trabalho constitui-se em qualquer dano corporal ou funcional, resultando em morte ou redução da capacidade de trabalho, permanente ou temporária, que ocorra pelo exercício do trabalho, durante o trajeto para o serviço ou doenças associadas ao trabalho. No Brasil, a partir da década de 80, com a epidemia de infecções por HIV, surge uma atenção específica para acidentes com materiais biológicos, desde então são empreendidos diversos mecanismos para tentar minimizar os danos e melhor acompanhar esse tipo de agravo.

Objetivos

Analisar quantitativamente os acidentes de trabalho com materiais biológicos no Brasil, comparando sua ocorrência coma de outros agravos, e avaliando seus índices nos diversos estados do Brasil.

Delineamento/Métodos

Estudo quantitativo retrospectivo realizado a partir dos dados encontrados na base de dados do RENAST, analisando os anos de 2007-2014.

Resultados

Somam-se 823.643 agravos relacionados ao trabalho, sendo acidentes de trabalho pela exposição à material biológico 31,38% das notificações no período analisado (2007-2014) e 75,82% representado pelo sexo feminino. O maior valor anual foi de 6.645 em 2013 e o menor em 2014 com 2.263 casos. O município de São Paulo teve 20.375 registros, sendo o maior dentre os municípios, seguido do Rio de Janeiro (12.709), Curitiba (7.909) e Ribeirão Preto (6.198). Os pequenos municípios do país tiveram variações no número de registros, constando em alguns apenas 1 notificação. A capital que teve o menor número de notificações foi Cuiabá (289). Dentre as ocupações registradas, a maioria correspondeu a técnicos de nível médio com 53,83% de notificações. Dentre esses, 6,55% eram do sexo masculino e 47,28% feminino. Em segundo lugar estão os profissionais das ciências e das artes (20,12%) e 13,77% dos agravos não obtiveram especificação de ocupação registrada.

Conclusões/Considerações finais

O acidente de trabalho com exposição à material biológico representa o segundo maior número de notificações de agravo relacionado ao trabalho no país, atrás apenas do acidente de trabalho grave, com 46,92% dos casos. É mais comum no sexo feminino e nos trabalhadores técnicos de nível médio. Apesar disso, parte significante dos dados de ocupação não foram preenchidos, evidenciando que a notificação de tais casos ainda é negligenciada, seja por parte dos trabalhadores ou pelas instituições.

Palavras Chaves

Saúde do trabalhador; Medicina do trabalho; Acidentes de trabalho.

Área

Clínica Médica

Instituições

Faculdade de Medicina Nova Esperança - Paraiba - Brasil

Autores

Lívia Liberata Barbosa BANDEIRA, Camylla Santos SOUZA, João Victor Fernandes PAIVA, Mayle Gomes Ferreira ARAÚJO, João David SOUZA NETO


Fechar

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM
SENIOR VILLAGE

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017