Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Avaliação dos programas governamentais e as publicações científicas sobre educação e prevenção de zoonoses existentes no Brasil

Fundamentação/Introdução

A partir da década de 1990, o Ministério da Saúde (MS) sistematizou a aplicação dos recursos para apoiar os municípios na implantação e na implementação de unidades de zoonoses integradas ao Sistema Único de Saúde (SUS). Essas unidades estão localizadas principalmente em capitais, regiões metropolitanas, municípios sedes de regionais de saúde, municípios de fronteira e em alguns municípios mais populosos, sendo denominadas atualmente de Unidades de Vigilância de Zoonoses (UVZ), conforme a Portaria nº 758/MS/SAS, de 26 de agosto de 2014.
Por fim, em 2016, foram publicadas normas complementares, por meio do Manual de Vigilância, Prevenção e Controle de Zoonoses: Normas Técnicas e Operacionais, que nortearão as ações e os serviços públicos de saúde a serem desenvolvidos e executados no Brasil para a prevenção, a proteção e a promoção da saúde humana, quando do envolvimento de riscos de transmissão de zoonoses e de ocorrência de acidentes causados por animais peçonhentos e venenosos, de relevância para a saúde pública.

Objetivos

Avaliar as ações governamentais e as publicações de educação e prevenção de zoonoses existentes no Brasil.

Delineamento/Métodos

Trata-se de um estudo quantiqualitativo no qual foi realizado a pesquisas em banco de dados da Biblioteca Virtual de Saúde (BVS) das publicações sobre zoonoses realizadas no Brasil entre os anos de 2007 a junho de 2017. Análise crítica e estatística do conteúdo de cada publicação e sobre os programas de educação e prevenção de zoonoses existentes no Brasil na esfera federal e estadual.

Resultados

Foi encontrado 114 publicações nacionais e internacionais sobre zoonoses no Brasil, a maioria delas, 60 artigos no MEDLINE e 50 no LILACS. Os temas eram mais específicos sobre cada doença 99 (86,8%) e nenhum artigo abordava a biodiversidade e/ou a importância dos reservatórios naturais no controle de transmissão dessas doenças. No Brasil os programas de prevenção em zoonoses são no âmbito municipal e não existe um programa nacional.As atividades de controle de zoonoses no Brasil foram normalizadas somente em 2014.

Conclusões/Considerações finais

A conscientização de que animais transmitem doenças aos seres humanos e o entendimento da patogenicidade se constitui um fator importante, pois o fato de saber da possibilidade de adquirir enfermidades leva à preocupação em evitá-las.
O Brasil precisa urgentemente de um programa de educação e prevenção de zoonoses eficaz.

Palavras Chaves

educação, prevenção, zoonoses, saúde pública, Brasil

Área

Clínica Médica

Instituições

Universidade Federal de Uberlândia - Minas Gerais - Brasil

Autores

Priscilla Inocencio Rodrigues Ribeiro, André Luiz Quagliatto Santos

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM
SENIOR VILLAGE

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017