Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Episclerite e pioderma gangrenoso: manifestações extra intestinais como apresentação inicial de Doença de Crohn

Fundamentação/Introdução

A doença de Crohn (DC) é uma condição inflamatória sistêmica caracterizada por acometimento transmural, focal e assimétrico de qualquer porção do tubo digestivo, com predomínio do íleo, cólon e região perianal. A apresentação clínica pode cursar com manifestações extra-intestinais além dos sinais e sintomas gastrointestinais típicos, modificando a morbimortalidade.

Objetivos

Relatar o caso de um paciente com doença de crohn que manifestou-se inicialmente com episclerite e pioderma gangrenoso.

Delineamento/Métodos

Estudo realizado mediante entrevista com paciente, revisão de prontuário e pesquisa bibliográfica em base de dados.

Resultados

Paciente de 31 anos, masculino, sem comorbidades prévias, procurou atendimento médico com relato de febre de 39° C, hiporexia e diarréia líquida com sangue e muco nos últimos 12 dias. Relatou surgimento de hiperemia em olho esquerdo 2 dias após o início do quadro, sem descarga purulenta, prurido ou redução de acuidade visual. Seis dias antes da consulta apresentou lesões vesiculares em membro inferior direito que evoluiram para ulceração.
Ao exame físico apresentava-se hipocorado 2+/4+, desidratado, com hiperemia conjuntival em olho esquerdo. Ausculta cardíaca e respiratória inalteradas, e membro inferior direito com úlcera em maléolo medial de contornos mal definidos, fundo sujo e granulações.
A avaliação oftalmológica identificou episclerite em olho acometido. As lesões cutâneas eram sugestivas de pioderma gangrenoso, confirmado posteriormente por biópsia. A sorologia para HIV e os marcadores reumatológicos foram negativos.
A colonoscopia revelou estenose que impediu a progressão do aparelho após 20cm, com regiões edematosas e ulceradas intercaladas por áreas de mucosa sem alterações. A biópsia de cólon evidenciou infiltrado celular inflamatório e destruição da arquitetura das criptas intestinais, sendo estabelecido o diagnóstico de DC e iniciada pulsoterapia com metilprednisolona, seguida por manutenção com prednisona 60mg/dia e mesalazina 4g/dia.
Após a terapia proposta o paciente evoluiu com melhora da diarréia e remissão da lesão ocular e dermatológica, recebendo alta para acompanhamento ambulatorial.

Conclusões/Considerações finais

A incidência da doença de Cronh é crescente em todo o mundo, o que torna essencial o conhecimento de suas manifestações para auxiliar no diagnóstico e manejo, proporcionando melhor qualidade de vida aos pacientes.

Palavras Chaves

Doença de Crohn; episclerite; pioderma gangrenoso; manifestações extra-intestinais

Área

Clínica Médica

Instituições

Hospital Municipal Miguel Couto - Rio de Janeiro - Brasil

Autores

Ana Beatriz Santos Silva, Georgia Doczy Morgado , Rafael Neder, Renata de Freitas Fachada, Thuany Alonso Coroa Veiga

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM
SENIOR VILLAGE

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017