Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Análise da incidência e perfil das leucemias agudas em adultos atendidos em hospital referência no tratamento de leucemias no Vale do Itajaí, Santa Catarina

Fundamentação/Introdução

As leucemias agudas são doenças malignas das células precursoras hematopoiéticas, que geralmente são acompanhadas por neutropenia, anemia e/ou plaquetopenia. Essas condições podem aumentar o risco de infecções e sangramentos, complicações potencialmente fatais sem um tratamento adequado. É importante conhecer o perfil epidemiológico das leucemias agudas assim como identificar algumas características que podem predizer o prognóstico dessa doença.

Objetivos

Identificar o perfil dos pacientes adultos diagnosticados com leucemia aguda em hospital referência para tratamento pelo SUS no Vale do Itajaí, sua incidência e seus tipos mais frequentes.

Delineamento/Métodos

Estudo observacional, transversal e retrospectivo abrangendo pacientes atendidos com diagnóstico de leucemia aguda entre 2011 e 2016. As informações para a pesquisa foram obtidas pela análise de prontuários eletrônicos dos pacientes através do sistema “tasy”. As diferenças observadas na distribuição das variáveis do estudo foram avaliadas pelo teste de Qui quadrado de independência e o teste Exato de Fisher.

Resultados

A população do estudo abrangeu 55 pacientes, sendo 58,2% do sexo masculino e 41,8% do sexo feminino. Em relação à idade, 45,5% dos pacientes tinham mais de 55 anos e 96,4% eram de etnia caucasiana. A maioria das leucemias agudas foram decorrentes à Leucemia Mielóide Aguda (LMA), correspondendo 72,7%, sendo 9 pacientes (16,36% do total) classificados como M3. A idade no diagnóstico foi maior nos casos de LMA, com significância estatística. Na associação das comorbidades com a situação de óbitos dos pacientes, verificou-se associação significativa apenas no tabagismo (P < 0,05). Sete pacientes perderam o seguimento médico durante a pesquisa. Dos que restaram ao final da pesquisa, observou-se que a causa da mortalidade estava intimamente relacionada com a leucemia (choque séptico, hemorragia, TEP, aspergilose, doença refratária).

Conclusões/Considerações finais

O presente estudo mostrou-se muito parecido com dados estatísticos já sabidos, como a LMA acometer mais frequentemente adultos idosos. Viu-se também que a havia associação significativa com tabagismo no desfecho de óbito e que as causas da mortalidade estavam intimamente relacionadas com a leucemia aguda.

Palavras Chaves

Leucemias agudas; incidência; perfil.

Área

Clínica Médica

Instituições

Autores

Eduarda Raquel Przygoda Alves, Mauricio Felippi de Sá Marchi, Alysson Rafael Fabris, Luiza Beatriz de Gonçalves Beber


Fechar

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017