Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Caracterização das vítimas de acidentes de trânsito atendidas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) no município de Governador Valadares, estado de Minas Gerais, Brasil, em 2016.

Fundamentação/Introdução

Os acidentes de trânsito (AT) provocam, no mundo, o óbito de aproximadamente 1,3 milhões de pessoas e lesionam quase 50 milhões por ano, evidenciando papel significativo e impactante na população. Em relação ao número de AT, Governador Valadares se destaca no estado de Minas Gerais; de acordo com a Secretaria de Estado de Defesa Social (SEDS), no ano de 2014 e 2015, foi o sexto município com os maiores quantitativos de registros de AT com vítimas fatais e graves.

Objetivos

Caracterizar os atendimentos por AT realizados pelo serviço de atendimento pré-hospitalar prestado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de Governador Valadares, registrados em fichas de regulação, de 01 de janeiro de 2016 a 31 de dezembro de 2016.

Delineamento/Métodos

Foi realizado um estudo descritivo observacional transversal quantitativo com dados secundários públicos retrospectivos. As variáveis analisadas foram natureza do agravo, faixa etária, sexo, período do dia e local de ocorrência. Foi realizada amostragem estratificada uniforme e calculado o intervalo de confiança (IC95%).

Resultados

Da amostra estudada (2.930 fichas), 19,24% foram referentes à AT (IC95% 16,11-23,16). Destes, as naturezas de agravo mais frequentes foram colisão, com 43,79% (IC95% 39,67-48,01), acidente motociclístico 29,08% (IC95% 25,40-33,05) e acidente de bicicleta 13,65% (IC95% 10,98-16,83). As faixas etárias com maior proporção foram 20-30 anos 28,37% (IC95% 24,72-32,32), seguida por 30-40 anos 23,05% (IC95% 19,68-26,79). A incidência do sexo masculino foi a maior com 66,84% (IC 95% 62,77-70,69). Quanto ao período do dia, 12:00 ás 00:00 foi o que teve maior número de atendimentos, representando 64,01% do total (IC95% 56,4-72,1). Em relação aos bairros, temos o Centro com 10,46% (IC95% 8,12-13,36); Lourdes com 5,85% (IC95% 4,12-8,20); e Vila Bretas com 5,32% (IC95% 3,68-7,59).

Conclusões/Considerações finais

A faixa etária predominante foi a de adultos jovens, incapacitando e ceifando vidas em idades produtivas e, por isso, se constituem em problema social, político e de saúde pública. Através deste estudo é possível identificar o perfil epidemiológico dos AT, além do padrão de distribuição, permitindo que órgãos públicos vinculados ao trânsito intervenham e criem ações de prevenção e redução de danos. O atendimento pré-hospitalar móvel possui papel fundamental para minimizar a mortalidade e as sequelas nos acidentados decorrentes de um primeiro atendimento tardio ou inadequado.

Palavras Chaves

Acidentes de Trânsito; Emergências; Serviço Médico de Emergência; Assistência pré-hospitalar; Epidemiologia Descritiva.

Área

Clínica Médica

Instituições

Universidade Federal de Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil

Autores

Thiago Martins Trece Costa, Dayany Leonel Boone, Samyr Coradini Lopes, Débora Brito Tana, Waneska Alexandra Alves

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM
SENIOR VILLAGE

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017