Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Choque Séptico e Coagulação Intravascular Disseminada (CIVD) em paciente com abscesso dentário – Relato de Caso

Fundamentação/Introdução

A Coagulação Intravascular Disseminada (CIVD) é uma coagulopatia que resulta da depleção exacerbada dos fatores de coagulação e plaquetas, ocorrendo como complicação secundária de diversos distúrbios.

Objetivos

Relatar caso de paciente com 16 anos, que culminou com choque séptico e CIVD após evolução de quadro clínico com Endocardite e Insuficiência da valva tricúspide que ocorreu como complicação de exodontia, com presença de abscesso local.

Delineamento/Métodos

Trata-se de um estudo descritivo do tipo Relato de caso, utilizando-se de dados presentes no prontuário hospitalar e dos exames complementares realizados pelo paciente durante internação em hospital no Maranhão, além de revisão de literatura para fundamentar o relato apresentado.

Resultados

Paciente foi atendido em pronto atendimento em Hospital do Maranhão, com abscesso em foco dentário, evoluindo com endocardite infecciosa, sepse, e insuficiência de valva tricúspide severa. Realizou-se plastia de valva, ocorrendo alteração na coagulação, CIVD, anasarca e rebaixamento do nível de consciência. Exames: HB: 11,1; V 84,6; leucócitos: 6870; razão normalizada internacional 1,38; AP 56%; tempo de tromboplastina parcial ativada 1,01; Transaminase pirúvica (ALT): 48. Ocorreu edema generalizado +/4+, além de febre e vômitos. Acrescentou-se bromoprida ao tratamento e crioprecipitado, 5 unidades, de 8/8h. Paciente evoluiu com piora clínica geral, insuficiência cardíaca congestiva, ascite, Glasgow 7, função renal com oligúria, acidose metabólica, lactato: 11, saturação venosa de 55%. Transaminase oxalacética (AST): 2931 U/L, (ALT): 1083 U/L; Albumina: 3,73 mg/dL. A ultrassonografia evidenciou hepatomegalia, moderada quantidade de líquido livre em cavidade. Houve derrame pleural e pneumopatia inflamatória bilateral. Inicia-se hemodiálise. A hemocultura mostrou Staphylococcus Aureus multisensível, HB: 6,6; leuc: 21600; plaquetas: 91M; UR: 119; CR: 2,98; TAP: 18%. Ocorreu hipertensão e piora do edema. Detectou-se secreção traqueal com Streptococcus mitis. Fez-se amputação de membros inferiores, mas paciente veio a óbito por choque séptico

Conclusões/Considerações finais

O tratamento da CIVD perpassa por certo grau de complexidade pela relação patógeno - hospedeiro. Sabe-se que inicialmente tratar a doença de base, como a sepse, é o mais importante. O desafio está em prever com segurança qual o melhor manejo terapêutico considerando o quadro clinico e avaliando a eficácia do tratamento em pacientes com septicemia moderada e leve, e naqueles com maior risco hemorrágico.

Palavras Chaves

SEPSE, COAGULAÇÃO INTRAVASCULAR DISSEMINADA

Área

Clínica Médica

Autores

Roseliny de Morais martins Batista , Juliana Lima Araújo, Carlos Eduardo Castro Passos , Lianna Paula Guterres Corrêa

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM
SENIOR VILLAGE

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017