Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

FATORES ASSOCIADOS À SÍNDROME DA APNÉIA OBSTRUTIVA DO SONO EM MOTOTAXISTAS NO MUNICÍPIO DE MONTES CLAROS-MG

Fundamentação/Introdução

A Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS) é reconhecida como um importante fator para o aumento da morbimortalidade, especialmente relacionada aos distúrbios cardiorrespiratórios, além do aumento do risco de acidentes no trânsito entre os indivíduos que apresentam fatores de risco. É amplamente divulgada a associação entre os distúrbios do sono e fatores como gênero, idade, etilismo, tabagismo, obesidade e sedentarismo que atuam como condicionantes para o desenvolvimento da SAOS.

Objetivos

Avaliar os fatores de risco associados à SAOS em mototaxistas no município de Montes Claros-MG no ano de 2016.

Delineamento/Métodos

Trata-se de um estudo descritivo/analítico de delineamento transversal realizado com 351 mototaxistas, os quais foram entrevistados, a partir de questionário com informações sobre o perfil sóciodemográficos, condições comportamentais e dados antropométricos, além do questionário de Berlim para avaliação do risco individual de desenvolvimento da SAOS. A análise estatística foi executada mediante análise bivariada (Qui-quadrado de Pearson), seguida de regressão logística binária na análise multivariada, com a respectiva odds ratio (OR), considerando nível de significância p< 0,05 e intervalo de confiança (IC) de 95%.

Resultados

Observou-se que, 21,7% dos entrevistados apresentaram alto risco para o desenvolvimento da SAOS. Notou-se que, os indivíduos sedentários (OR bruta: 2,17; p = 0,040) apresentaram 2,17 vezes mais chances de desenvolver a SAOS em comparação aos ativos. O etilismo e a circunferência abdominal aumentada mostraram uma OR bruta de 2,98 (p = 0,00) e 5,57 (p=0,00) respectivamente. Através da análise da OR ajustada, constatou-se que, os entrevistados sedentários têm 2,44 vezes mais chance de desenvolver a SAOS em relação aos que relataram a pratica de atividade física (p = 0,035). Os mototaxistas que expressaram o consumo de bebidas alcoólicas e aqueles com excesso de gordura abdominal possuíam 2,55 e 5 vezes mais chances, respectivamente, de desenvolver a síndrome em comparação aos não etilistas (p = 0,03) e aos participantes com circunferência abdominal dentro dos limites da normalidade (p =0,000).

Conclusões/Considerações finais

Existe uma alta prevalência da SAOS na população estudada e, esse desfecho, está associado, principalmente, ao sedentarismo, etilismo e à circunferência abdominal elevada.

Palavras Chaves

Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono; Fatores de Risco; Mototaxistas.

Área

Clínica Médica

Instituições

faculdades integradas pitágoras - Minas Gerais - Brasil

Autores

Marilia David Borges, Felipe Pereira dos Santos, Fábio Ribeiro, Natalia Gonçalves Santana Rocha, Rafael Candido Maia

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM
SENIOR VILLAGE

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017