Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Angina de Ludwig: Relato de caso

Fundamentação/Introdução

Introdução: A angina de Ludwig é uma celulite frequentemente originada de uma infecção que envolve os espaços submandibulares, sublingual e submentonianos. Embora a infecção odontogênica colabore com a grande maioria dos casos, outros focos têm sido relatados como etiologia: infecção de amígdalas palatinas, sialodenites, epiglotites e cisto tireoglosso infectado.
A presença de dispneia, taquipnéia e estridor inspiratório são sinais de obstrução por edema supra glótico e prenunciam uma emergência médica.

Objetivos

Objetivo: Relatar o caso de um paciente que evoluiu com angina de Ludwig de maneira atípica.

Delineamento/Métodos

Relato de caso: sexo masculino, 25 anos, hígido, iniciou quadro de desconforto em orofaringe, procurou auxílio médico, sendo diagnosticado como amigdalite. Foi prescrito antibiótico e liberado para casa. Nos dias posteriores a dor aumentou e apresentou edema em região cervical, rouquidão, odor fétido em orofaringe e rajas de sangue. Procurou novamente pronto atendimento, sendo prescrito outro esquema de antibiótico e teve alta. No dia seguinte, com piora do quadro, retornou à unidade de saúde sendo solicitado USG cervical e radiografia de tórax, foi avaliado pela cirurgia geral e diagnosticado com abcesso cervical. Recebeu novo esquema de antibióticos e alta hospitalar.
Passados seis dias, relatou dispneia aos pequenos esforços, já sem edema cervical, porém com expectoração de conteúdo piossanguinolento, realizou nova radiografia de tórax que evidenciou moderado derrame pleural a esquerda, sendo drenado. Posteriormente, submeteu-se a tomografia de tórax, que evidenciou densificação difusa dos planos gordurosos mediastinais com pequenas coleções e pneumomediastino, consolidações parenquimatosas em pulmão esquerdo e no lobo inferior direito, linfonodomegalias mediastinais. Foi escalonado antibiótico.

Resultados

Após seis dias transferiu-se paciente para nosso serviço, sendo indicado procedimento cirúrgico. Realizado toracotomia exploradora, pericardiotomia, além de drenagem torácica direita, esquerda e mediastinal.
Evoluiu com melhora clínica e recebeu alta hospitalar.

Conclusões/Considerações finais

Discussão: no caso descrito, a abordagem cirúrgica foi de suma importância para melhora clínica do paciente, ainda que realizada tardiamente, com complicações já instaladas.
Conclusão: a angina de Ludwig apresenta elevados índices de morbimortalidade, sendo imprescindível o diagnóstico precoce, antibioticoterapia e a abordagem cirúrgica, quando necessário, impedindo assim, complicações e desfechos desfavoráveis

Palavras Chaves

Angina de Ludwig, pneumomediastino, abcesso cervical

Área

Clínica Médica

Autores

Júlia Galvani Nobre Ferraz , Lorena Freitas Castro

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM
SENIOR VILLAGE

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017