Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Capacidade funcional de idosos residentes em uma Instituição de Longa Permanência para idosos em Marabá-PA.

Fundamentação/Introdução

INTRODUÇÃO:Instituições de Longa Permanência têm se tornado uma alternativa de apoio para muitos idosos, objetivando a manutenção da sua integridade. Nesse contexto a manutenção da capacidade funcional desses longevos torna-se um grande desafio, visto que a institucionalização representa, por vezes, um desfecho desfavorável frente a independência funcional destes.

Objetivos

OBJETIVOS: Identificar os impactos da institucionalização na capacidade funcional dos idosos em uma Instituição de Longa Permanência no município de Marabá-PA, visando refinamento na política de atendimento destes.

Delineamento/Métodos

MÉTODOS:Foram respeitados os preceitos éticos (Res. CNS 466/12). O estudo é de cunho observacional, transversal, descritivo, com abordagem quantitativa realizada com 30 idosos residente da ILPI, cuja análise estatística se deu pelo programa bioestat 5.3.

Resultados

RESULTADOS:A presente pesquisa demonstrou que 43.33% dos idosos estudados são independentes funcionalmente no score do Índice de Katz e que 56.67% apresentaram algum tipo de dependência funcional, sendo a parcial (26.67%) a mais importante. Observou-se que as atividades em que os idosos apresentaram-se mais dependentes foram tomar banho (53.33%) e prover sua continência (46.67%) e as atividades com maior grau de independência foram a alimentação e a transferência, ambos com 73.33%. Destaca-se que a maioria era do sexo masculino (93.33%), na faixa etária entre 60 a 69 anos, com um total de 12 idoso, dos quais 7 idosos apresentaram independência total no Índice de Katz, demonstrando que longevos novos tendem maior independência funcional em acordo com a literatura. A hipertensão arterial, as doenças osteomioarticulares, cognitivas, como a demência, e as cardiopatias estiveram presentes em mais da metade dos idosos com algum grau de dependência funcional. Quanto ao tempo de institucionalização, 76.67% são residentes na ILPI a menos de cinco anos, destes 30% apresentam a capacidade funcional preservada e 16.66% são completamente dependentes de cuidados, de acordo com o Índice de Katz, com relevância estatística (p=0.019). Quanto ao grau de instrução, 76.68% dos idosos avaliados são analfabetos (p=0.017), demonstrando que 56.68% dos idosos com algum tipo de dependência funcional era analfabetos.

Conclusões/Considerações finais

CONCLUSÕES:Este estudo evidenciou impactos importantes da institucionalização sob a capacidade funcional dos idosos, demonstrando que manter a integridade e a independência dos longevos é um importante desafio.

Palavras Chaves

PALAVRAS CHAVES:Idoso, Instituição de longa permanência para idosos, Funcionalidade

Área

Clínica Médica

Instituições

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ - Para - Brasil

Autores

JAMYLE BALLA SILVA, GABRIELA PASTANA GOES, INARA SANTOS PEREIRA, PAULO HENRIQUE COSTA DE SOUZA, CILENE APARECIDA DE SOUZA MELO

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM
SENIOR VILLAGE

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017