Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Febre prolongada de origem obscura e Doença de Still com manifestação cutânea atípica

Fundamentação/Introdução

Febres prolongadas de origem obscura (FPOO) representam um subgrupo de febre persistente e de diagnóstico difícil. Apesar do progresso da medicina, constituem um dos maiores desafios para o clínico. As principais causas de FPOO são as infecções, as neoplasias sólidas e hematológicas, as doenças inflamatórias não infecciosas - incluindo as colagenoses, que em alguns estudos mais recentes chegam a aparecer em primeiro lugar. Entre as colagenoses, a doença de Still é a que mais comumente causa FPOO. Nessa doença, a febre pode ser dominante por mais de 1 ano e costuma ser elevada, continua ou recorrente.

Objetivos

Relatar um caso de febre prolongada de origem obscura que teve como causa a doença de Still com manifestação cutânea atípica.

Delineamento/Métodos

Paciente feminina de 38 anos internou para investigação de febre diária, emagrecimento, anorexia, artralgias e artrites de grandes articulações, lesões cutâneas maculopapulares eritematosas que evoluíram para lesões acastanhadas. Esses sintomas tiveram início há 6 meses. Apresentava, ainda, queixa de odinofagia e dor abdominal. Ao exame, encontrava-se hipocorada, com linfoadenomegalias palpáveis em região cervical anterior e inguinal bilateralmente, lesões cutâneas com áreas de leucomelanodermia em face e tronco e hepatomegalia – a 2 cm do rebordo costal direito. Os exames da internação revelaram: leucocitose neutrófilica, trombocitose e anemia normocitica e normocrômica. O VHS e a proteína C reativa mostravam valores elevados. A investigação para doenças mieloproliferativas não detectou o rearranjo molecular BCR/ABL e a mutação do JAK2. As hemoculturas foram negativas. A tomografia abdominal e de tórax e o ecocardiograma foram normais. Na investigação para colagenoses, FAN e Latex Negativos. A biópsia da lesão cutânea sugere doença de Still.

Resultados

Assim, após ampla investigação diagnóstica e exclusão de todas as outras causas de FPOO, o diagnóstico clínico de doença de Still do adulto foi definido e tratamento com prednisona e metotrexate iniciado. Uma semana após o inicio do tratamento, obteve-se total controle dos sintomas.

Conclusões/Considerações finais

As colagenoses formam um importante grupo etiológico de FPOO, determinando de 4% a 35% dos casos. Recentes estudos têm revelado que esse grupo está despontado como a principal causa de FPOO, nesse grupo, a doença de Still é a causa mais comum. Portanto, essa doença deve ser pensada no diagnóstico diferencial, mesmo na ausência do exantema clássico.

Palavras Chaves

Doença de Still com manifestação cutânea atípica; Febre de origem obscura; Colagenoses.

Área

Clínica Médica

Autores

EMILI AGUSTINI LOVATEL, RAQUEL BEATRIZ GONÇALVES MUNIZ, JAMISON MENEZES DE SOUZA, RITA DE CASSIA MARQUES CARDOSO

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM
SENIOR VILLAGE

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017